O Que São Evidências de Auditoria? E Achados?

0
17836

FGV (2021):

QUESTÃO CERTA: As informações que fundamentam os resultados da Auditoria Interna são denominadas de evidências, e devem fornecer uma base sólida para as conclusões e as recomendações para a administração da entidade.

CEBRASPE (2016):

QUESTÃO CERTA: De acordo com as normas de contabilidade em vigor, o termo evidências de auditoria refere-se: às informações utilizadas pelo auditor para fundamentar suas conclusões.

FCC (2016):

QUESTÃO CERTA: Na auditoria realizada nas demonstrações contábeis da Companhia de Abastecimento de Alimentos Sólidos do Estado, referente ao exercício de 2015, o Auditor independente utilizou informações para fundamentar suas conclusões. Segundo as Normas Brasileiras de Contabilidade relacionadas à Auditoria – NBC TAs, tais informações são denominadas de: evidências de auditoria.

Evidência de auditoria compreende as informações utilizadas pelo auditor para chegar às conclusões em que se fundamentam a sua opinião. A evidência de auditoria inclui as informações contidas nos registros contábeis que suportam as demonstrações contábeis e outras informações;

Achados de auditoria são fatos significativos que o auditor observou ou encontrou durante seu exame, e que devem ser comunicados aos responsáveis e demais interessados.

NBC TA 200

A30. (…) As evidências de auditoria abrangem informações que sustentam e corroboram as afirmações da administração e informações que contradizem tais afirmações. Além disso, em alguns casos, a ausência de informações (por exemplo, a recusa da administração de fornecer uma representação solicitada) é usada pelo auditor e, portanto, também constitui evidência de auditoria. A maior parte do trabalho do auditor na formação de sua opinião consiste na obtenção e avaliação da evidência de auditoria.

CEBRASPE (2008):

QUESTÃO CERTA: Evidência é toda prova obtida pelo auditor, em decorrência da aplicação de procedimentos de auditoria, para demonstrar se os critérios identificados na fase de planejamento estão sendo ou não atendidos, sendo classificada como analítica, física, documental ou testemunhal.

O Manual de Auditoria Operacional do TCU descreve as evidências como sendo informações obtidas durante a auditoria e usadas para fundamentar os achados. O conjunto de achados, por sua vez, irá respaldar as conclusões do trabalho. A obtenção de evidência de diferentes fontes e de diversas naturezas fortalecerá as conclusões do auditor.

Embora possa existir outras classificações, normalmente as evidências são classificadas em quatro tipos:

a) física – observação de pessoas, locais ou eventos. Pode ser obtida por meio de fotografias, vídeos, mapas, e costumam causar grande impacto. A fotografia de uma situação insalubre ou insegura, por exemplo, pode ser mais convincente que uma longa descrição.

b) documental – é o tipo mais comum de evidência. Pode estar disponível em meio físico ou eletrônico. É obtida de informações já existentes, tais como ofícios, memorandos, correspondências, contratos, extratos, relatórios. É necessário avaliar a confiabilidade e a relevância dessas informações com relação aos objetivos da auditoria.

c) Testemunhal – obtida por meio de entrevistas, grupos focais, questionários. Para que a informação testemunhal possa ser considerada evidência, e não apenas contextualização, é preciso corroborá-la, por meio de confirmação por escrito do entrevistado ou existência de múltiplas fontes que confirmem os fatos.

d) analítica – obtida por meio de análises, comparações e interpretações de dados e informações já existentes. Este trabalho pode envolver análise de taxas, padrões e tendências, normalmente por meio de processamento computacional. É o tipo de evidência mais difícil de se obter.

VUNESP (2019):

QUESTÃO CERTA: Os procedimentos da auditoria interna constituem exames e investigações, incluindo testes de observância e testes substantivos, que permitem ao auditor interno obter subsídios suficientes para fundamentar suas conclusões e recomendações à administração da entidade. A respeito dos procedimentos de auditoria, é correta a correlação feita em: evidências – informações que fundamentam os resultados da auditoria, que devem ser suficientes, fidedignas, relevantes e úteis.

Em consonância com a NBC TI 01, item 12.2.3.4 “As informações que fundamentam os resultados da Auditoria Interna são denominadas de “evidências”, que devem ser suficientes, fidedignas, relevantes e úteis, de modo a fornecer base sólida para as conclusões e recomendações à administração da entidade”.

FCC (2016):

QUESTÃO CERTA: Considere:

I. A maior parte do trabalho do auditor na formação de sua opinião consiste na obtenção e avaliação das evidências de auditoria.

II. As evidências de auditoria abrangem informações que sustentam e corroboram as afirmações da administração e informações que contradizem tais afirmações.

II. Em alguns casos, a ausência de informações, por exemplo, a recusa da administração de fornecer uma representação solicitada, é usada pelo auditor e, portanto, também constitui evidência de auditoria.

Segundo a Norma Brasileira de Contabilidade do Trabalho de Auditoria 200 (NBC TA 200) (R1), caracteriza evidência de auditoria o que consta em: I, II e III.

FEPESE (2020):

QUESTÃO CERTA: Se a evidência de auditoria obtida em uma fonte é inconsistente com outra evidência obtida, é correto afirmar que o auditor deve: determinar quais modificações ou acréscimos aos procedimentos de auditoria são necessários para solucionar o assunto e considerar seu efeito, se houver, sobre outros aspectos da auditoria.

NBC TA 500: Evidência de auditoria, pág. 3.

11 Se:

(a) a evidência de auditoria obtida em uma fonte é inconsistente com a obtida em outra; ou

(b) o auditor tem dúvidas quanto à confiabilidade das informações a serem utilizadas como evidência de auditoria, ele deve determinar quais modificações ou acréscimos aos procedimentos de auditoria são necessários para solucionar o assunto e deve considerar o efeito desse assunto, se houver, sobre outros aspectos da auditoria (ver item A57).

CEBRASPE (2019):

QUESTÃO CERTA: A empresa Ferragens S.A. mantém parte dos seus estoques guardada na empresa Armazéns S.A. Ao auditar os estoques da Ferragens S.A., o auditor independente constatou a necessidade de confirmação externa, porém a administração não permitiu o envio da solicitação de confirmação. Considerando-se essa situação hipotética e as normas vigentes de auditoria, é correto afirmar que o auditor deverá: executar procedimentos alternativos de auditoria definidos para obter evidência de auditoria relevante e confiável.

NBC TA 505

Recusa da administração em permitir que o auditor envie solicitações de confirmação

8. No caso da administração se recusar a permitir que o auditor envie solicitações de confirmação, o auditor deve:

(a) indagar sobre as razões da recusa da administração e procurar evidência de auditoria sobre sua validade e razoabilidade (ver item A8);

(b) avaliar as implicações da recusa da administração na avaliação do auditor dos riscos significativos de distorção relevante, incluindo o risco de fraude, e sobre a natureza, época e extensão de outros procedimentos de auditoria (ver item A9); e

Advertisement

(c) executar procedimentos alternativos de auditoria definidos para obter evidência de auditoria relevante e confiável (ver item A10).

9. Se o auditor concluir que a recusa em permitir o envio de solicitações de confirmação não é razoável, ou não conseguir obter evidência de auditoria relevante e confiável por meio de procedimentos alternativos de auditoria, o auditor deve comunicar aos responsáveis pela governança de acordo com a NBC TA 260 – Comunicação com os Responsáveis pela Governança, item 16. O auditor deve, também, determinar as implicações para a auditoria e para a opinião do auditor de acordo com a NBC TA 705 – Modificações na Opinião do Auditor Independente.

CEBRASPE (2009):

QUESTÃO CERTA: Para que seja considerada evidência, é preciso que a informação seja relevante.

Evidência = “su-va-co-re” (su)ficiente, (va)lidade, (co)nfiável, (re)levante.

CEBRASPE (2016):

QUESTÃO CERTA: Uma evidência de auditoria que tenha sido obtida comprovando-se a existência real de recursos humanos, instalações, imóveis ou equipamentos é denominada evidência: física.

Evidência física: obtida em decorrência de uma inspeção física ou observação direta de pessoas, bens ou transações. Normalmente é apresentada sob a forma de fotografias, gráficos, memorandos descritivos, mapas, amostras físicas etc.

CEBRASPE (2016):

QUESTÃO ERRADA: Informações encontradas pelo auditor independente em ambiente externo àquele responsável pelas demonstrações contábeis não são tecnicamente consideradas evidências de auditoria.

Evidência de auditoria compreende as informações utilizadas pelo auditor para chegar às conclusões em que se fundamentam a sua opinião, e inclui as informações contidas nos registros contábeis que suportam as demonstrações contábeis e outras informações.

Ou seja, pode incluir informações obtidas de outras fontes, como auditorias anteriores (contanto que o auditor tenha determinado se ocorreram mudanças desde a auditoria anterior que possam afetar sua relevância para a atual auditoria) ou procedimentos de controle de qualidade da firma de auditoria para aceitação e continuidade de clientes, por exemplo.

CEBRASPE (2016):

QUESTÃO ERRADA: No tocante às evidências de auditoria, julgue o próximo item. Consideram-se ineptas como evidências para sustentar a opinião e o relatório do auditor informações obtidas por profissionais especialmente contratados pela entidade, bem como aquelas elaboradas especificamente para corroborar as afirmações de sua administração.

A elaboração das demonstrações contábeis da entidade pode exigir conhecimento especializado em outro campo que não a contabilidade ou a auditoria, como cálculos atuariais, avaliações ou dados de engenharia. A entidade pode empregar ou contratar especialistas desses campos para obter o conhecimento especializado necessário para a elaboração das demonstrações contábeis. Deixar de fazê-lo quando tal conhecimento especializado é necessário pode inclusive aumentar os riscos de auditoria.

Fonte: NBC TA 500 – Evidência de Auditoria 

A34. A elaboração das demonstrações contábeis da entidade pode exigir conhecimento especializado em outro campo que não a contabilidade ou a auditoria, como cálculos atuariais, avaliações ou dados de engenharia. A entidade pode empregar ou contratar especialistas desses campos para obter o conhecimento especializado necessário para a elaboração das demonstrações contábeis. Deixar de fazê-lo quando tal conhecimento especializado é necessário aumenta os riscos de distorção relevante.

CEBRASPE (2012):

QUESTÃO CERTA: Evidência em uma auditoria é a informação que pode ser comprovada com base nos fatos obtidos por meio de observação, medição, ensaios e documentos.

CEBRASPE (2010):

QUESTÃO ERRADA: Na obtenção da informação que atenda ao objetivo e ao alcance da auditoria interna, deve-se considerar que a informação seja suficiente para caracterizar os indícios que darão sustentação às conclusões e recomendações do relatório e do parecer do auditor.

Errada.

“12.2.3.4 – As informações que fundamentam os resultados da Auditoria Interna são denominadas de evidências, que devem ser suficientes, fidedignas, relevantes e úteis, de modo a fornecer base sólida para as conclusões e recomendações à administração da entidade”

Fonte: Resolução CFC nº 986/03 que alterou a sigla  e o número da norma NBC T 12 para NBC TI 01.