Níveis de Inovação nas Organizações

0
428

FGV (2018):

QUESTÃO CERTA: Um aspecto fundamental para a gestão da inovação é reconhecer que esta não resulta exclusivamente de atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D) e que ocorre em diferentes graus nas organizações. As inovações que introduzem novos produtos, processos ou sistemas de equipamentos com grau de novidade para o mercado em que a organização atua, mas sem alterar as relações entre os elementos da tecnologia, são conhecidas como inovações: incrementais avançadas.

“Diferindo em detalhes e contribuindo com novas classificações, Figueiredo (2009), destaca que é possível encontrar os seguintes níveis de inovação nas organizações:

· Inovação Radical: existe quando se aplica um novo conceito. Uma novidade para a sociedade, um produto que pode ser elaborado de forma diferente, composto por novos elementos e/ou entregue de maneira distinta do convencional. Ex.: walkman da Sony, sistema de produção Just-in-time;

· Inovação Arquitetural: quando um produto é entregue com alterações nas relações dos componentes que o formam sem que haja, contudo, alteração de tais elementos. Ex.: motores bicombustíveis;

Advertisement

· Inovação incremental avançada: introduz uma novidade para o mercado, seja um novo produto ou serviço, com novo processo sem alterar as relações entre os componentes da tecnologia. Ex.: post it;

· Inovação incremental intermediária: traz novidade para a empresa, pois agrega pequenas melhorias aos componentes da tecnologia existente, sem alterar as interrelações (arquitetura). Ex.: prestação de serviços adicionais para telefonia móvel;

· Inovação básica: outra novidade perceptível somente para a empresa, onde pequenas alterações, baseadas em cópia ou imitação de tecnologias existentes são empregadas em processo de produção ou em produtos. Ex.: evolução do mouse do computador pessoal.​”

Fonte: http://altec2015.nitec.co/altec/papers/734.pdf