Quando aplicar ou não amostragem

0
899

QUESTÃO CERTA: Um auditor interno precisou determinar a extensão de um teste de auditoria para proporcionar evidência suficiente e apropriada. Nos termos regulados pela Resolução CFC nº 986/2003 (NBC TI 01), essa determinação pode ser alcançada por meio do uso da técnica de: amostragem. 

QUESTÃO CERTA: Ao se determinar a extensão de um teste de auditoria ou um método de seleção de itens a serem testados, podem ser empregadas técnicas de: amostragem.

12.2.4.1 – Ao determinar a extensão de um teste de auditoria ou um método de seleção de itens a serem testados, podem ser empregadas técnicas de amostragem.

QUESTÃO CERTA: Entre os casos em que se recomenda a utilização de amostragem, cita-se a situação em que: a população seja numerosa e com características bastante homogêneas.

A técnica utilizada para que, estatisticamente, seja possível formar um conceito mais seguro do todo a ser auditado é chamada de: amostragem.

NBC TI 01 – Da Auditoria Interna.

12.2.4 – Amostragem

12.2.4.1 – Ao determinar a extensão de um teste de auditoria ou um método de seleção de itens a serem testados, podem ser empregadas técnicas de amostragem.

12.2.4.2 – Ao usar método de amostragem, estatística ou não, deve ser projetada e selecionada uma amostra que possa proporcionar evidência de auditoria suficiente e apropriada.

QUESTÃO CERTA: Dois analistas de desenvolvimento de gestão foram incumbidos de fazer exames de auditoria interna nos registros realizados pelo setor de contabilidade do Metrô, em 2013. Em razão do volume de informações, utilizaram técnica de auditoria para a seleção de itens que deverão ser testados, representando o todo a ser auditado. Essa técnica utilizada é denominada: amostragem.

QUESTÃO CERTA: De acordo com a Instrução Normativa no 01/2001 da SFCI/MF, a forma de viabilizar a realização de ações de controle em situações onde o objeto alvo da ação se apresenta em grandes quantidades e/ou se distribui de maneira bastante pulverizada, é aplicar: método de amostragem.

QUESTÃO ERRADA: A aplicação do método da amostragem é, em geral, recomendada nos trabalhos de auditoria, exceto no caso de a população e a amostra serem muito pequenas, no de a população ser grande e suas características serem de difícil mensuração ou no de não haver necessidade de alta precisão.

Há diversos erros na questão. Existem casos onde não se recomenda a utilização de amostragem, tais como:

a) quando a população é considerada muito pequena e a sua amostra fica relativamente grande;

b) quando as características da população são de fácil mensuração, mesmo que a população não seja pequena; e

c) quando há necessidade de alta precisão recomenda-se fazer censo, que nada mais é do que o exame da totalidade da população.

Advertisement

QUESTÃO CERTA: O censo é o oposto da técnica de amostragem e deve ser utilizado sempre que houver necessidade de alta precisão dos dados.

QUESTÃO CERTA: Se determinado auditor aplicar procedimentos de auditoria a itens de um livro contábil que, por exemplo, ultrapassem determinado valor, tal atitude não poderá ser considerada como teste de amostragem.

QUESTÃO ERRADA: Informações anteriormente produzidas pelos profissionais do sistema de controle interno devem ser obrigatoriamente reconfirmadas e testadas em nova fiscalização.

Retrabalho? Não né! Eles até fazem verificações, mas por amostragem.

QUESTÃO ERRADA: A amostragem deverá ser utilizada em casos onde houver abstenção de opinião no parecer final.

Negativo. Situações onde o objeto alvo da ação se apresenta em grandes quantidades e/ou se distribui de maneira bastante pulverizada,

QUESTÃO ERRADA: O planejamento da auditoria deve incluir a escolha do método de amostragem, visto que, em qualquer situação, a amostragem permite a obtenção de evidências acerca da população e tem menores custos de aplicação.

A amostragem não se aplica a todas situações. Há situações em que somente um exame de todos os itens é suficiente para a análise.

O auditor pode se utilizar de 3 possibilidades para realizar os procedimentos de auditoria, estabelecidos de acordo com a necessidade e a conveniência da auditoria:

– AMOSTRAGEM

– CENSO

– SELEÇÃO DE ITENS ESPECIFICOS

Então não pode se afirmar que a AMOSTRAGEM é viável em qualquer situação. Pois existem caso que a utilização da Amostragem se mostra inviável como nos exemplos abaixo:

=> uma população formada por uma pequena quantidade de itens de grande valor (Neste caso é recomendável o uso do CENSO)

=> a população conter itens de valor elevados ou com alguma característica suspeita ou não usual (Recomenda-se o uso da Seleção de itens específicos)

Portanto a questão está INCORRETA