O Que É Auditoria Operacional? (com exemplos)

0
1569

QUESTÃO CERTA: Uma auditoria realizada com o objetivo de examinar se os recursos estão sendo usados eficientemente em um programa da área da saúde é denominada de auditoria: operacional.

QUESTÃO CERTA: Examinar a economicidade, eficiência, eficácia e efetividade de organizações, programas e atividades governamentais, com a finalidade de avaliar o seu desempenho e de promover o aperfeiçoamento da gestão pública são objetivos da auditoria: operacional.

QUESTÃO CERTA: Na classificação dos tipos de auditoria, a que avalia a eficácia dos resultados em relação aos recursos disponíveis, bem como a economicidade, a eficiência, a efetividade e a qualidade dos controles internos existentes, é denominada auditoria: operacional.

QUESTÃO ERRADA: A contribuição da auditoria operacional limita-se ao aperfeiçoamento da transparência, economicidade e eficiência dos processos.

QUESTÃO CERTA: Entre os tipos de auditoria, a operacional é aquela que: visa avaliar a eficácia dos resultados em relação aos recursos disponíveis e utilizados.

QUESTÃO CERTA: Segundo as normas de auditoria do TCU, adotadas a partir da Portaria no 280/2010, alterada pela Portaria 168/2011, em relação à classificação das auditorias, aquela que “objetiva examinar a economicidade, eficiência, eficácia e efetividade de organizações, programas e atividades governamentais, com a finalidade de avaliar o seu desempenho e de promover o aperfeiçoamento da gestão pública” classifica-se como auditoria: operacional.

Auditoria Operacional: exame e avaliação dos procedimentos operacionais da organização; consiste em avaliar as ações gerenciais e os procedimentos relacionados ao processo operacional; denominada de auditoria dos 4 E’s= Economicidade, Eficiência, Eficácia e Efetividade. Avalia a eficácia dos resultados em relação aos recursos materiais, humanos e tecnológicos disponíveis, bem como a economicidade e eficiência dos controles internos existentes para a gestão dos recursos públicos; utiliza indicadores de desempenho.

QUESTÃO CERTA: A auditoria realizada em determinada autarquia pública na qual o relatório emitido pelos auditores aborda os aspectos da economicidade e da eficiência na aquisição e aplicação dos recursos, assim como da eficácia e da efetividade dos resultados alcançados, refere-se à auditoria: operacional.

Auditoria Operacional: consiste em avaliar as ações gerenciais e os procedimentos relacionados ao processo operacional, ou parte dele, das unidades ou entidades da administração pública federal, programas de governo, projetos, atividades, ou segmentos destes, com a finalidade de emitir uma opinião sobre a gestão quanto aos aspectos da eficiência, eficácia e economicidade, procurando auxiliar administração na gerência e nos resultados, por meio de recomendações, que visem aprimorar os procedimentos, melhorar os controles e aumentar a responsabilidade gerencial.

QUESTÃO CERTA: As Entidades Fiscalizadoras Superiores – EFS do setor público, nas quais incluem-se os Tribunais de Contas, devem observar as normas emitidas pela International Organization of Supreme Audit Institutios – INTOSAI, que em sua norma ISSAI 100 aponta três tipos de auditoria. A auditoria que objetiva examinar a economicidade, eficiência, eficácia, efetividade e qualidade de organizações, programas e atividades governamentais, com a finalidade de avaliar o seu desempenho e de promover o aperfeiçoamento da gestão pública, segundo o manual de auditoria do TCU adaptado às normas internacionais, é a Auditoria: operacional.

QUESTÃO CERTA: O tipo de auditoria governamental que consiste em avaliar as ações gerenciais e os procedimentos relacionados ao processo operacional, ou parte dele, das unidades ou entidades da administração pública federal, programas de governo, projetos, atividades, ou segmentos destes, com a finalidade de emitir uma opinião sobre a gestão quanto aos aspectos da eficiência, eficácia e economicidade, procurando auxiliar a administração na gerência e nos resultados, por meio de recomendações, que visem aprimorar os procedimentos, melhorar os controles e aumentar a responsabilidade gerencial é denominada auditoria: operacional.

QUESTÃO ERRADA: A auditoria de regularidade, assim como os demais tipos de auditorias, tem por finalidade principal auxiliar a administração da entidade auditada a melhorar a eficiência, a eficácia e a economicidade de suas operações. Trata-se, portanto, de atividade voltada para o futuro.

QUESTÃO CERTA: Acerca das técnicas de auditoria analítica e auditoria operacional, julgue os próximos itens.  Na verificação dos procedimentos e normas alocadas ao processo operacional, a auditoria deve avaliar o cumprimento das normas internas, considerando as metas estabelecidas e as políticas definidas pela organização, em assessoramento à alta administração.

Auditoria de processo

“uma atividade de avaliação independente de assessoramento à alta gestão da empresa, que visa à avaliação dos sistemas de controle envolvidos e verificação dos procedimentos e normas alocados no desenvolvimento no negócio exercido, atentando para o desempenho operacional e eficácia obtida por suas áreas produtivas, considerando os planos de metas, macros objetivos e políticas definidas pela organização.”

QUESTÃO ERRADA: A partir da IN TCU n.º 47/2004, o controle da conformidade — que consiste na compatibilização entre a gestão do órgão ou entidade e o cumprimento dos programas e o alcance de metas definidas por critérios políticos e pela alta administração — incorporou-se aos controles e julgamentos pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Controle da conformidade não!

QUESTÃO CERTA: Na elaboração do roteiro de monitoramento de uma auditoria operacional, o auditor deverá considerar: o plano de ação, o grupo de contato e o relatório de impacto da auditoria.

1. INTRODUÇÃO

1.1 O objetivo deste roteiro é apresentar as atividades e os instrumentos necessários à execução do monitoramento de auditorias de natureza operacional.

Advertisement

1.2 O roteiro está dividido em três partes. A primeira trata do Plano de Ação, a ser elaborado pelo gestor e que constitui o principal instrumento utilizado para o monitoramento das auditorias. São sugeridos prazos para apresentação periódica de relatórios pelo gestor e procedimentos para conduzir o monitoramento.

1.3 A segunda parte refere-se ao Grupo de Contato, a ser criado após a apreciação do Relatório de Auditoria pelo Plenário. Apresenta-se o rol de assuntos a serem tratados nos contatos com o gestor, bem como sugestão para a composição do Grupo.

1.4 A terceira parte refere-se ao Relatório de Impacto da Auditoria, a ser elaborado ao final das atividades de monitoramento com o objetivo de relatar, sinteticamente, os resultados alcançados com a implementação das recomendações do TCU.

QUESTÃO ERRADA: Considere que um auditor tenha verificado a definição de indicadores de desempenho sobre os resultados obtidos na condução de um negócio, tendo avaliado, ainda, o desempenho das ações implementadas após sua execução, com foco nos resultados da empresa. Nessa situação, a auditoria realizada é de conformidade.

QUESTÃO CERTA: Na realização da auditoria operacional, os profissionais responsáveis, ao constatarem incoerências ou imprecisões em programa governamental, mesmo sem questionar a orientação política e as diretrizes governamentais, deverão apontar as situações passíveis de desperdícios ou desvirtuamentos, recomendando as apropriadas mudanças de rumo na execução dos referidos programas.

É exatamente esse um dos principais objetivos de uma auditoria operacional: apontar situações passíveis de melhoria e recomendar as correções adequadas. Resposta: Certo

Chamada também de auditoria de desempenho, verifica o cumprimento das metas, a eficiência, eficácia e economicidade, a operacionalização das ações e etc., ou seja, este tipo de auditoria se preocupa com os 5 E’S.

QUESTÃO ERRADA: Somente por meio da auditoria operacional verifica-se a efetividade e a aplicação de recursos externos, oriundos de agentes financeiros e organismos internacionais.

Auditoria contábil – é a auditoria de natureza contábil, que contém a opinião do auditor se os registros contábeis foram efetuados de acordo com os princípios fundamentais de contabilidade e se as demonstrações deles originárias refletem, adequadamente, em seus aspectos mais relevantes, a situação econômico-financeira do patrimônio, os resultados do período administrativo examinado e as demais situações nelas demonstradas. Tem por objeto, também, verificar a efetividade e a aplicação de recursos externos, oriundos de agentes financeiros e organismos internacionais, por unidades ou entidades públicas executoras de projetos celebrados com aqueles organismos com vistas a emitir opinião sobre a adequação e fidedignidade das demonstrações financeiras.

QUESTÃO ERRADA: A auditoria de avaliação da gestão tem por finalidade emitir opinião acerca da gestão quanto aos aspectos da eficiência, eficácia e economicidade.

FGV (2009):

QUESTÃO CERTA: O conjunto de procedimentos de auditoria aplicados com o objetivo avaliar o desempenho e a eficácia/efetividade das operações, dos sistemas de informação e dos métodos de administração, é denominado: auditoria operacional.

Segundo a IN SFC 01/2001, a auditoria que consiste em avaliar as ações gerenciais e os procedimentos relacionados ao processo operacional, sendo uma atividade de assessoramento ao gestor público, com vistas a aprimorar as práticas dos atos e fatos administrativos, sendo desenvolvida de forma tempestiva no contexto do setor público, atuando sobre a gestão, seus programas governamentais e sistemas informatizados, é a auditoria operacional.

FGV (2009):

QUESTÃO CERTA: O conjunto de procedimentos de auditoria aplicados com o objetivo avaliar o desempenho e a eficácia/efetividade das operações, dos sistemas de informação e dos métodos de administração, é denominado: auditoria operacional.