Mensuração de Ativos Intangíveis (com exemplos)

4
688

Conceito: ativo NÃO monetário, Identificável e Sem substância física (bem incorpóreo)

Reconhecimento (atender o conceito) +

  • for provável que gere benefícios econômicos futuros
  • o custo do ativo possa ser mensurado com confiabilidade

Mensuração (DEPENDE da natureza da atividade) -> CASO DA QUESTÃO

  • Aquisição separada = custo
  • Combinação de negócio = valor justo
  • Gerado internamente (Fases do Ativo Intangível)

1) Fase de Pesquisa = Despesa

2) Fase de Desenvolvimento

*NÃO gerar benefício futuro = Despesa

*Gerar benefício futuro = Ativo Intangível

  • Aquisição por meio de subvenção ou assistência governamental = Valor justo ou Valor nominal
  • Permuta de ativos = Valor justo (só não será valor justo se a permuta não tiver natureza comercial ou o valor justo do ativo não possuir confiabilidade)

CEBRASPE (2021):

QUESTÃO ERRADA: A mensuração de ativos intangíveis independe da natureza da atividade ou da transação que deu origem ao ativo mensurado.

ESAF (2014):

QUESTÃO CERTA: A respeito do reconhecimento e contabilização dos ativos intangíveis, é correto afirmar: A respeito do reconhecimento e contabilização dos ativos intangíveis, é correto afirmar: ativos intangíveis podem ser produzidos internamente pela entidade.

FGV (2015):

QUESTÃO CERTA: Acerca da mensuração após o reconhecimento inicial de ativo intangível com vida útil indefinida, é correto afirmar que: o ativo intangível com vida útil indefinida não deve ser amortizado.

CPC 04 – ATIVO INTANGÍVEL

Ativo intangível com vida útil indefinida 

107. Ativo intangível com vida útil indefinida não deve ser amortizado

108. De acordo com o Pronunciamento Técnico CPC 01 – Redução ao Valor Recuperável de
Ativos, a entidade deve testar a perda de valor dos ativos intangíveis com vida útil indefinida,
comparando o seu valor recuperável com o seu valor contábil:

Advertisement

(a) anualmente; e

(b) sempre que existam indícios de que o ativo intangível pode ter perdido valor.

MCASP 6a edição (Contabilidade Pública): O ativo intangível com vida útil indefinida não deve ser amortizado. A entidade deve testar a perda de valor dos ativos intangíveis com vida útil indefinida, ou aqueles ainda não disponíveis para o uso, comparando o valor recuperável com o seu valor contábil sempre que existam indícios de que ativo intangível pode ter perdido valor.

Recomendamos a leitura [desse arquivo (clique aqui) do governo da Bahia – de Contabilidade Pública, mas bem completo].

4 COMENTÁRIOS

  1. Hi there, I discovered your web site by way of Google whilst
    searching for a comparable topic, your website came up, it seems to be great.

    I’ve bookmarked it in my google bookmarks.
    Hello there, just turned into aware of your blog through Google,
    and located that it’s truly informative. I am going to be careful for brussels.
    I’ll appreciate in case you continue this in future.

    Many other folks might be benefited from your writing.
    Cheers!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui