Cálculo de Ingressos Extraorçamentários

0
247

QUESTÃO CERTA: O total dos ingressos extraorçamentário evidenciado no Balanço Financeiro referente ao ano de 2017, foi, em reais: 12.500.000.

Não podemos esquecer dos restos a pagar inscritos que são ingressos extraorçamentários. O resto a pagar pago é dispêndio orçamentário. Vamos confrontar o que foi empenhado (36.900.000) e o que foi pago (25.000.000). A diferença dá 11.900.000. Somando os 500 mil de depósito caução aos 11.900.000 encontramos 12.400.000 de ingressos extraorçamentários.

QUESTÃO CERTA: Considerando somente as informações acima (valores em reais), extraídas de um balancete contábil de um órgão da administração direta federal, em 31 de dezembro de determinado ano, resultantes das operações de seu primeiro exercício financeiro, e considerando, ainda, a elaboração do balanço financeiro desse órgão público, assinale a opção correta.

a) O balanço financeiro deve demonstrar o total da receita de R$ 1.500.

ERRADA: uma vez que o total das Receitas perfaz o valor de: R$ 1.800,00 (1.100+400+100+200).

Advertisement

b) os ingressos extraorçamentários equivalem a R$ 300.

CORRETA: (100+200) = 300

c) O disponível para o exercício seguinte equivale a R$ 1.300.

O disponível para o exercício seguinte equivale a R$ 1.300.

ERRADA: (1.100+400+100+200) – (500+400) = 900

d) Haverá saldo positivo dos dispêndios extraorçamentários.

ERRADA: Observando o BF podemos ver que não houve Dispêndio Extra Orçamentário.

e) O saldo máximo de disponibilidades que pode ter ocorrido durante o exercício foi de R$ 1.500.

ERRADA: Apenas com os dados disponíveis não é possível afirmar que o saldo máximo em disponibilidades tenha sido de 1.500, uma vez que não foi demonstrado o saldo inicial das Disponibilidades.