Teoria dos fundos

0
490

QUESTÃO ERRADA: Com base na teoria dos fundos, as exigibilidades são subtraendos dos ativos, ou ativos negativos; já os passivos são vistos como reservas ou restrições aos ativos, derivantes de considerações legais, equitativas, econômicas ou gerenciais.

A Teoria do Fundo, proposta por William Vatter, seria uma extensão da Teoria da Entidade, mas com a diferença que a base da Contabilidade não seria nem o proprietário, ou a sociedade, e sim um grupo de ativos e um conjunto de atividades ou funções para as quais esses ativos são utilizados. Tal grupo de ativos é chamado de fundo. Assim, a noção de patrimônio líquido representaria a ideia da restrição que a gerência da sociedade possui em relação aos ativos, após o balanço dos passivos, do que a efetiva representação de um passivo. Nesse sentido, pela despersonalização do fundo, não haveria mais um destinatário personificado da informação final sobre o patrimônio líquido. Vatter (1963) entende que é “uma restrição geral que indica que os ativos estão devotados para os propósitos e operações do fundo na qual eles aparecem”. Assim, a equação ficaria:

Ativo = Restrições ao Ativo Bem.

Voltando a questão. Apenas com o que vimos acima já dá para identificar um erro no item, qual seja: “… os passivos são vistos como reservas ou restrições aos ativos …”

Advertisement

Conforme vimos, os ativos são vistos como reservas ou restrições aos ativos.

Além disso, há outro erro no item: “Com base na teoria dos fundos, as exigibilidades são subtraendos dos ativos, ou ativos negativos…” É na teoria da propriedade que as exigibilidades são subtraendos dos ativos, ou ativos negativos. Essa afirmação é de um eminente teórico denominado Harfield, segundo o qual: “Num sentido restrito, exigibilidades … são subtraendos dos ativos, ou ativos negativos. Seria lógico, portanto, preparar um balanço no qual as exigibilidades totais fossem subtraídas dos ativos totais, deixando no lado direito do balanço meramente os itens que representam a propriedade”. (Accouting It’s Principies and Problems, 19272) A afirmação do eminente teórico está de acordo com os preceitos da Teoria da Propriedade