TCU e terminologia do relatório

1
526

QUESTÃO CERTA: De acordo com as normas nacionais e internacionais de auditoria no setor público, julgue o item a seguir. Nos relatórios de auditoria operacional, devem-se evitar terminologias técnicas, dando-se preferência a expressões de uso correto e comum.

PADRÕES DE AUDITORIA DO TCU

IV – PADRÕES DE ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO

Manual de Auditoria Operacional do TCU (pág. 45):

Os padrões internacionais para elaboração de relatórios, aplicáveis às auditorias operacionais, resumem as principais características de um bom relatório (ISSAI 400, 2001). No TCU, devem-se observar os requisitos de clareza, concisão, convicção, exatidão, relevância, tempestividade e objetividade (BRASIL, 2009a), bem como os de completude e convencimento (ISSAI 3000/5.2, 2004). A formulação dessas características pelo TCU é desenvolvida em seguida.

160 Clareza – produzir texto de fácil compreensão para o leitor informado. Para aumentar a clareza e a compreensão do relatório:

a) defina termos técnicos;

b) defina o significado das siglas na lista correspondente e use o nome por extenso na primeira vez em que aparecerem no texto;

c) apresente fatos de forma precisa;

d) apresente evidências e articule argumentos de forma lógica;

e) use frases curtas, evitando períodos longos que se estendem por diversas linhas;

f) crie coesão textual por meio do sequenciamento lógico das ideias e do uso de conectivos adequados;

g) prefira usar a ordem direta (sujeito, verbo, objeto e complementos), evitando orações intercaladas, parêntesis e travessões (BRASIL, 2009a);

h) complemente o texto com figuras, fotografias, gráficos, diagramas, mapas, caixas de texto e tabelas;

i) evite o uso de sinônimos para designar as mesmas coisas. Diferentemente de um texto literário, no relatório devem-se usar os mesmos termos do início ao fim;

j) evite abreviaturas;

k) evite termos eruditos e expressões em outros idiomas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui