Decisão: Modelos Incremental Racional Normativo Político

0
2036

No estudo do processo de tomada de decisão / processo decisório, encontramos alguns modelos. Trazemos, abaixo, alguns deles.

Modelo incremental: difere do modelo racional-compreensivo, visto que altera drasticamente as premissas que norteiam qualquer decisão. Logo, ele é apenas um incremento para a correção da decisão anterior, segundo os objetivos pré-definidos. Outro fator distintivo na tomada de decisão incremental refere-se à dimensão do incremento a ser adotado sobre a decisão de um período anterior. Entre as situações que inviabilizam as soluções incrementais, encontram-se: a insatisfação com as políticas adotadas, a descontinuidade da natureza dos problemas e a descontinuidade dos meios existentes para lidar com eles;

Modelo comportamental: considera o Processo Decisório subordinado a diferentes expressões da razão, associadas aos sentimentos e emoções, com espaço particular para a intuição.

Modelo normativo: o que deve ser feito é a preocupação central. É o modelo dos grupos técnico-profissionais;

Modelo racional: o Processo Decisório tem como intuito maximizar os objetivos da alta administração e de seus acionistas.

Modelo político: a tomada de decisão a ser implementada precisa da cooperação de todos os indivíduos que serão atingidos. Esse modelo consiste em determinar o poder para se produzir efeitos por intermédio das pessoas. Para a compreensão da decisão políti-ca, de acordo com Lindblon (apud MOTTA e VASCONCELOS, 2002, p. 119), é necessário separá-la em seus componentes e analisá-los separadamente. No entanto, é preciso atentar para o risco de se admitir, implicitamente, que o processo decisório ocorre de forma relativamente ordenada, considerando que cada parte esteja associada logicamente às outras

Advertisement

Fonte: https://educapes.capes.gov.br/bitstream/capes/206389/2/CST%20GP%20-%20Processo%20decis%C3%B3rio%20-%20MIOLO.pdf

FGV (2019):

QUESTÃO CERTA: Os governantes atuais de determinado município analisaram a política de agricultura familiar orgânica, implementada pelo governo anterior, e decidiram pela sua continuidade. Para tanto, argumentaram que os recursos estão escassos, não há tempo hábil nem capacidade técnica dos envolvidos na política para modificá-la. Nessa situação, o estilo de tomada de decisão desses governantes é: incremental.