BPMN e Tipos de Gateway

0
752

Em se tratando do tópico BPMN, não há como não falarmos dos gateways – mais precisamente sobre os “tipos de gateway” e seus respectivos símbolos.

Uma questão da banca BIO-RIO (2015) traz o seguinte:

QUESTÃO CERTA: De acordo com o Guia de Referência BPMN 2.0, há diversos símbolos para o gateway, que são elementos de divisão e unificação de fluxo. Neste contexto, três tipos de símbolos são caracterizados a seguir.

I – Gateway paralelo – divisão: divide o fluxo em dois ou mais, que serão executados paralelamente; unificação: sincroniza vários caminhos paralelos em um, dando sequência apenas quando todos os caminhos de entrada forem completados.

II – Gateway inclusivo – divisão: dá seguimento ao fluxo por uma condição inclusiva, em que pode haver uma combinação dos caminhos, de acordo com uma informação a ser verificada; unificação: dá sequência através da sincronização de todos os fluxos ativos em um.

III – Gateway de Início baseado em evento exclusivo – apenas divisão de fluxo: usado para iniciar um processo baseado na ocorrência de múltiplos eventos.

Os símbolos empregados para os gateways dos tipos I, II e III são respectivamente:

Outra questão da Fundação Carlos Chagas (2015) ensina o seguinte:

QUESTÃO CERTA: O analista de TI Matheus, do TRT da 3ª Região, durante o desenho de um processo utilizando a BPMN, deparou-se com a seguinte situação: em um ponto do processo em que a decisão seria tomada com base em um evento existiam dois possíveis eventos: (I) que o cliente entregasse os documentos no prazo estabelecido ou (II) que não os entregasse e o prazo de 5 dias expiraria. O primeiro evento que ocorresse determinaria o caminho do fluxo. No seu desenho ele utilizou, corretamente, o objeto BPMN Gateway: Exclusivo baseado em Eventos.

Exclusivo baseado em Eventos: A condição de escolha do caminho a ser seguido está associada à ocorrência exclusiva de um dos eventos.

Advertisement

Paralelo: Este gateway representa a divisão de um fluxo em dois ou mais que serão executados paralelamente. Todos os caminhos que saem deste gateway são executados.

Inclusivo: Representa uma condição de fluxo inclusiva, em que pode haver uma combinação dos caminhos criados a partir do gateway, de acordo com uma informação a ser verificada. Semanticamente, este gateway funciona como um “e/ou”, já que o caminho a ser seguido pode ser um e/ou outro, de acordo com as informações e a lógica do negócio.

Exclusivo: Representa uma condição de fluxo exclusiva, em que apenas um dos caminhos criados a partir do gateway será seguido, de acordo com uma informação a ser testada.

O gateway baseado em Dados é o mais comum e baseia-se em expressões booleanas contidas nas expressões condicionais do gateway.

O gateway baseado em Eventos utiliza ao invés do processo de avaliação de expressões utilizando dados a análise de eventos chamadores para efetuar a decisão. Um exemplo: se a mensagem que chegar for de um cliente, vai para atividade 1, se for de um fornecedor, vai para a atividade 2.

Fonte: https://blog.iprocess.com.br/2012/11/um-guia-para-iniciar-estudos-em-bpmn-ii-gateways/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui