Aspectos da Verificação na Inspeção

0
5189

FGV (2022):

QUESTÃO CERTA: As entidades públicas adquirem, produzem, constroem bens físicos e tangíveis para as suas atividades meio e fim, que resultam em um universo de bens incorporados e contabilizados no patrimônio de tais entidades. Nos trabalhos de auditoria é comum a inclusão da técnica de inspeção física de bens incorporados ao patrimônio da entidade auditada. Para realizar a inspeção física de forma adequada, o auditor deve pautar suas verificações em cinco aspectos, dos quais a premissa central é: autenticidade.

Para realizar a inspeção de forma correta, o auditor deve pautar suas verificações em cinco aspectos:

▶Identificação: Visualmente, identificar o item específico a ser examinado.

▶Existência física: Comprovar que o item realmente existe.

▶Autenticidade: Avaliar se o item examinado é autêntico, ou seja, se é o que deveria ser.

▶Quantidade: Apurar a quantidade real existente fisicamente do item.

Advertisement

▶Qualidade: Realizar exame visual ou providenciar exame laboratorial a fim de averiguar se o objeto examinado permanece em uso e em perfeitas condições.

Todas essas verificações são essenciais, mas a autenticidade é a premissa ou a peça central, afinal, sem que se comprove a autenticidade do bem inspecionado, não é possível afirmar que ele foi de fato identificado, que existe, que a sua quantidade está correta e que a sua qualidade está adequada.

(Fonte: https://repositorio.enap.gov.br/bitstream/1/5146/3/Mod3_T%C3%A9cnicas%20de%20Auditoria%20Interna%20Governamental.pdf)