Aquisição de veículo

0
439

QUESTÃO CERTA: A aquisição de veículo, uma variação ativa resultante da execução orçamentária, não altera a situação líquida patrimonial.

Não há alteração da Situação Líquida Patrimonial pelo motivo de que há apenas a troca de um bem financeiro (dinheiro) por um bem móvel (veículo). Por conta disso, diz que foi um fato permutativo. Não houve mudança efetiva na no valor do patrimônio. Diz -se ainda que a aquisição desse veículo é uma despesa não efetiva.

QUESTÃO CERTA: Considere que, em determinada entidade governamental, os seguintes eventos contábeis tenham sidos registrados em seu primeiro exercício financeiro.

‣ Previsão da receita orçamentária e fixação da despesa orçamentária no valor de R$ 280.000,00.

‣ Lançamento de impostos no valor de R$ 170.000,00, sendo arrecadados 50% desse valor.

‣ Empenho, liquidação e pagamento de despesas com folha de pessoal no valor de R$ 60.000,00.

‣ Empenho, liquidação e pagamento de serviços de terceiros no valor de R$ 20.000,00.

‣ Aquisição de veículo no valor de R$ 42.000,00, com recebimento imediato do bem, totalmente inscrito em restos a pagar.

Com base nessa situação hipotética, julgue o item subsequente acerca das definições e da estrutura das demonstrações contábeis aplicadas ao setor público.

Na elaboração da demonstração das variações patrimoniais, a aquisição do veículo compõe o rol das variações patrimoniais aumentativas.

Não é uma VPA porque não há aumento de PL. Somente por isso!

Contábil e patrimonialmente ocorre um fato permutavivo (Aumento de Passivo – Contas a Pagar com aumento concomitante de Ativo – Imobilizado/Veículo).

Advertisement

É considerada Despesa de Capital tal aquisição de veículo (despesa orçamentária), porém não é uma VPD (variação patrimonial diminutiva) contábil e patrimonialmente porque não mudança no PL.

QUESTÃO CERTA: A aquisição de veículo para uso, com pagamento à vista e recebimento imediato do bem, enseja registro contábil no sistema de contas patrimonial devido a sua incorporação ao patrimônio da entidade.

1 – Ativo (natureza patrimonial)

2 – Passivo (natureza patrimonial)

3 – Variação Patrimonial Diminutiva (natureza patrimonial)

4 – Variação Patrimonial Aumentativa (natureza patrimonial)

5 – Controles de Aprovação do Planejamento e do Orçamento (natureza orçamentária)

6 – Controles da Execução do Planejamento e do Orçamento (natureza orçamentária)

7 – Controles Devedores (natureza de controle)

8 – Controles Credores (natureza de controle)

As contas ímpares aumentam a débito e diminuem a crédito, pois são contas de natureza devedora.

As contas pares aumentam a crédito e diminuem a crédito, pois são contas de natureza credora.